A promessa de Cristo ressuscitado: São Paulo, teve conhecimento do mistério – Se converter á ministro submetido na fé ao Espírito Santo, O’ Jesus Vivo – “O testemunho de Saulo – batizado cristão São Paulo”

Déficits em P – PP SSAN: Discussão e polarização

Featured Image -- 1255

I – Introdução

À política SSAN, é uma dialética do discurso com correntes de pensamentos defensivas polarizadas numa temática P- PP Políticas públicas que emergem potenciais imprescindíveis de agregações que compreendem com juntos e complexidade de atores relutantes civis orgânicas de entidades e instituições que compreendem perspectivas de figurantes ingressos compostos interdisciplinares e transdisciplinares posteriores.

2.0. Dialética discursiva complexa

Construir dispositivos paralelos que agreguem, e unam as complexidades dispersas, e abertas para considerar direções provenientes predispostos em políticas públicas em SSAN, por prospectos de envolvimento de otimização.

2.2.1. CONSEA e a constituição de membros civis

As P – PP internas por Nações – Projeto de governos, membros ONU – Organismo das Nações Unidas em Secretaria de Direitos Humanos – DH, e de otimização subtemas DAANA – Direitos a Alimentação Adequada Alimentar e Nutricional, que agregam entornos de otimização, em déficits de suportes políticos em alimentação AN – Alimentação Nutricional – Nação, e perspectivamente frente de projetos – DAANA, que foram, e são propensos para projetos Interno – Brasil CONSEA – Conselho Nacional Segurança sub Alimentar, constituído por civis e outras entidades orgânicas internas de governos, com objetivo básico geral de traçar planejamento em Políticas públicas em Segurança alimentar e nutricional para nação, junto ao Governo vigente ordinário e Planejar; Prove e direcionar diretrizes em para aplicação em projetos de desenvolvimento do Governo, constitucional em vigência na nação, sob tutela de Concedidas – Conselhos estaduais de segurança e alimentar, em sub – metendo as secretarias de Governos estaduais e municipais desde 2000. Presentemente, e sucessivamente, sendo articulante de objetivos internacional – Mudanças em metas mundiais de aspectos imprescindíveis no Brasil e mundial – ONU – Nações Unidas, perante de metas 2030 perspectivas e estatísticas em déficits e segmentos de interna circulação, a FAO – Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, e OMS – Organização Mundial em Saúde. Para dados eficientes e suas políticas de reversão em IDH – Índice de Desenvolvimento Humano.

2.2.2 . Metodologias – Tematização de GT – P – PP

Tematizando efeitos em Insegurança alimentar – IA a verificação de membros pesquisadores e outros adjuntos cooperantes e colaboradores participativos em ENPSSAN – Encontro Nacional de Pesquisadores em Saúde e Segurança Alimentar e Nutricional e PENSSAN – Rede de pesquisa Nacional de Saúde e Segurança Alimentar e Nutricional, sob tutoriais membros de equipe temáticos de grupos de trabalho, compostos em 06 (Seis), posteriores que postergam dispositivos em PPP – Projetos Políticas Públicas suas linhas concentradas em educação, ensino e pesquisa, bem como em extensão acadêmicas, por diversos segmentos de presentes, e neste em efeitos de enfrentamentos a perspectivas aos temáticos enfatizantes, nos trabalhos, enfocados e entonizantes.

2.2.3. Membros SSAN – Agenda 2020

Os projetos, em SSAN – Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional, com agenda pensante de Governo, sem otimização prósperas – 2030, no Brasil, no vigente Governo totalmente em desencontros de Projeto piloto dinamizador harmônico numa direção política e segmento com paralelas e hibrida congruências de diversidades e pluralidades de representações e supostas e desagregantes ideologias e bandeiras representadas perante população brasileira e diretrizes partidárias, por futuro cicatrizantes embates de contradições e adversidades outrora, por desalinhos SSAN. Des – articulantes, e centralizadora, não democrático, sem transparência em Projetos definidos, e dispersos, mais com cobranças de seus déficits socioeconômicos políticos e culturais, uma realidade que saltam os olhos em aspectos gritantes de índices para seus reverses juntos, uma direção por desafio e por paradigma de uma sociedade em mudanças e transformações no Século XXI, sua segunda década – 2020.

2.2.4. Propostas sub – temáticas

Prósperos de uma democracia que agregam diversas etnias por raízes, a presentes antecedentes e colonização: Etnias indígenas presentes adentrantes; Etnias Europeus branca; Etnias de Negros; E posteriores: Etnias de Orientais; Etnias Asiáticas, para uma afirmante miscigenação de povos para construção de um povo, uma sociedade nova, desafio até hoje, e suas contribuições sócio – econômicas e culturais. Neste contribuiria para constructos mais afirmantes, a exemplo da presença entronizantes dos povos Amazônicos e sua cultura Indígena presente no ENPSSAN 2019 – Pesquisadores e discentes em pesquisa, pontos reconhecidos de avanços, e neste sugerimos. Para ajustes futuros em reparações de seus déficits ENPSSAN – Rede PENSSAN, estes dispositivos mais avaliados e efeitos de conjunto – Regras a contrapor:

Featured Image -- 1255

a) Racismo institucional;
b) Áreas de pesquisadores institucionais;
c) Otimização de GT – Grupo de Trabalho;
d) Tempo médio – Pequeno – Discursão e controvérsias.
e) E etc.

CONCLUSÃO

Direcionar perspectivos de crescimento para otimização de P – PP – ONU – DAANA, procedem por construir entornos e reflexões acadêmicos, em encaminhar progresso de seus membros pesquisadores e academia, representada e apresentada a sociedades e entidades orgânicas e sociedade, que portanto agregam profissionais atuantes e outros atores que compartilham e colaboram e participam.

Referência bibliográfica

1. ENPSSAN. (2019). Eixos conexos e desconexos para questão: Insegurança alimentar- Políticas sócio econômicos e cultural P – PP: Uma reflexão em QQ. ENPSSAN 2019 de 09 de setembro a 13 de 2019, UFG – PENSSAN, Goiânia, 2019.

[Reflexão: Santos, Jusenildes, (2019). Eixos conexos e desconexos para questão: Insegurança alimentar – Políticas sócio econômicos e cultural P- PP: Uma reflexão em QQ. ENPSSAN 2019, de 09 a 13 de setembro de 2019, UFS em Goiânia. PENSSAN. University Europeia Atlantic – Iberoamericana BR. TICs – Projetos, Docência prática. Teologia e política- FCP, Goiânia, 2019[Grupo de trabalho – GT].

Eixos conexos e desconexos para questão: Insegurança alimentar – políticas sócio econômicos e cultural em P-PP “Uma reflexão em QQ”

cropped-downloade.jpg

I – Introdução

Princípios fundamentais epistemológicos e terminológicos de áreas de pesquisas SSAN, em tarefas de buscas em resultados, com prospectos de recuperação de dados em: a) Objeto de estudo investigativo; b) Temática investigativa; c) Questões de pesquisa; d) E etc. Com bases centrais em: Aplicação de questionário/ clientelas; E entrevistas e etc., em síntese QQ – Qualidade e quantitativo de sondagens em trabalhos de pesquisa em projetos X e ou Y em pesquisa científica para todos e seus resultantes. Em suas bases de instalações de trabalho investigativos, poucos em percentuais de 1%, teem retornos de resultados para suas clientelas para outros trajetos: 1) Apresentar dados; 2) Discutir; 3) Apresentar estudos aplicados aos déficits.

2.0. Clientelas e diagnósticos – Escala de Grupo
2.1. Apresentação de dados – Clientelas

Acender oportunidades de pesquisas sondagens – Metodologias em fusos Q Q de recuperações de informação de objetos de estudos e investigações peculiares em eixos de hipóteses de resultados e conclusões; determinados casos, a clientela necessita conhecer estudos, E acessar informações: Processo até conhecimento e aprendizagem para sanar seus problemas e acessar possíveis e caminhos de soluções.

2.2. Dialética discursiva de dados recuperados – Clientela

Acessos de informações de determinadas informações que são essenciais e prioritárias, portanto importantes, sendo imprescindíveis e básicas. Neste consideramos essencial, para clientela conhecer e aprendes tônicas científicas básicas de estudos e investigações de cientistas – pesquisadores, que seus problemas, em passes pessoais, em conjunto de outros(a), são cruciais e essenciais para solucionar barreiras e impedimentos de normais considerações em saúde, médicas e nutricional – SSAN que todos se inserem.

2.3. Apresentação de estudos aplicáveis por déficits

Bases essenciais “QQ” centraliza em dados afirmativas ou negativos para hipóteses: Quantitativos e Qualitativos em objetivos e específicos, E em resultantes conclusivos de dados, que analisado sobrevém – Saldo positivos otimizantes e sem déficits a serem trabalhados posteriores em suas bases assistidas – Clientela e objeto. Dados de acessos possíveis de compreensão numa linguagem de conhecimento e aprendizagem acessível, em seus déficits, a clientela, deverá ter acesso, em síntese de acesso, e inserindo objeto a caminho.

2.4. Continuidade de acesso “QQ” – Projetos pós- clientelas e comunidades em resultados e diagnósticos de dados – Linha de concentração

QQ – Quantitativos de dados em hipóteses – Perguntas, pontos, dados numéricos quantativos do objeto – Comparativos, análises, e conclusões;
QQ – Qualitativos – Números de dados em otimizações do objeto. Aplicações e achados de possíveis acesso de dados – Clientela de conhecer e aprender porquê e para quê continuar as margens.

Conclusão

Considerações que disseminar dados de estudos investigativos em projetos: QQ de sondagens, em bases imprescindíveis de conceitos epistemológicos e terminológicos de produção científica do pesquisador em recurso informacional com fonte de registro acessível: a) Registro de produção científica – Pesquisador; b)Submeter orientados e analistas básicos para otimização a caminho; c) Disseminar resultantes e objeto conceitual à comunidade acadêmica científica; d) Disseminar e apresentar para clientela e trabalhar dados déficits X ou Y, em margens em discutir de soluções e acender com seus pesquisadores. Estes nichos sobrevém os aspectos: a) Nichos científicos – Orientações; b) Pedagogias diretivas para aplicações; c) Métodos a serem aplicados, e etc. Em síntese as conclusões substancia para caminhos de otimização das produções científicas, encontrarem suas bases e soluções e aprofundamento de objetos de estudos – Aprendizagem e conhecimentos, por antítese.

Referências bibliográficas

1. ENPSSAN. (2019). Eixos conexos e desconexos para questão: Insegurança alimentar- Políticas sócio econômicos e cultural P – PP: Uma reflexão em QQ. ENPSSAN 2019 de 09 de setembro a 13 de 2019, UFG – PENSSAN, Goiania, 2019.

[Reflexão: Santos, Jusenildes, (2019). Eixos conexos e desconexos para questão: Insegurança alimentar – Políticas sócio econômicos e cultural P- PP: Uma reflexão em QQ. ENPSSAN 2019, de 09 a 13 de setembro de 2019, UFS em Goiânia. PENSSAN. University Europeia Atlantic – Iberoamericana BR. TICs – Projetos, Docência prática. Teologia e política- FCP, Goiânia, 2019[Grupo de trabalho – GT].

Produção científica- SSAN Disseminação e difusão: Extensões


I – Introdução

Abordagem conceitual epistemológico em relação aos eixos em relação a interdisciplinaridade e seus contextos disciplinares extensivos de ligação, e completude além de contextualização na concepção contemporânea no pensamento, (Zitkoski, PP.57, 2014), na amplitude de: Ensino, pesquisa e extensão aplicadas em apelos e vínculos auxiliares de seus cursos, e outros sentidos e sintonia racionais com seus instrumentais, o mesmo faz reflexão que: A racionalidade interdisciplinar, é desafio gritante, e sendo assim, as práxis de profissionais – pesquisadores, impulsionam para produção racional e linhas de formação humana de concepção científica acadêmica – Realidade em aplicabilidade e cultura de relações in loco, indivíduo para indivíduo, se conectado e dialogando, neste a possível conceitua de construções sem paradigma, que emerge e se situa direcionando caminhos e entornos, com linguagem teórica, por vezes filosofando, mediante práticas encontradas e detectadas.


2.0. Produção acadêmica científica


Sua prática, é uma realidade, que conceitua – se por fases, etapas e contextos técnicos por suas metas e ciclos chaves, de pontos de vistas, com seus diálogos e culturas in loco. Define, aborda e abre relações, constrói compressão e contextualiza – se , abre respostas e suas práticas e consultas teóricas conceituais terminologias de suas nomenclaturas para resoluções e soluções.


2.1. Insegurança alimentar


2.1.1. Impedimentos e barreiras em PPP – Projetos em otimizações.


Enfoque teórico tematizando IA, é uma abordagem pré- concebida de preconceitos para os que não aprofundam, estudam e investigam suas peculiares eixos e diálogos de cadeias de interlocuções com outras temáticas para situa – se e definir carnais de abordagem e delimitam sua extensão em déficits, pois produção científica mitigam caminhos.


2.1.2. Carnais epistemológicos de produção científica – Religare acadêmico de outras áreas


Questões e problemáticas, objetos de estudos de investigações e seus eixos de hipóteses com suas afirmações e aberturas e contextos, para resultantes indicativos, independem racionalidade e volumes de suas relações interdisciplinaridades, transdisciplinaridades e pluridisciplinariedade, desafiantes no processo. Ainda, outros de lugares disciplinares abasteceram saberes e construíram epistemologias e terminologias inovativas – Neste faz imprescindíveis produzirem e registrarem seus processos metodológicos, e linguagens conceituadas.


2.1.3.Produtos e recursos informacionais, popularizar – se em seus fins – Destino aprendizagem e conhecimento.


Muitos recursos digitais, metodológicas e ferramentas TICs, são importantes e valorizam a promoção acadêmica em seu ciclo disseminativas- Editores- Autores. Desafios e desbloqueios de exclusivismos da informação, méritos de carnais abertos também inclusivos que determinantes nesta construção de novos conhecimento.


Conclusão


A cadeia de processos de informação e comunicação, são mecanismos de religação disciplinares e seus constructos. Inconcebível profissional e acadêmico, desempenho de práticas e teorias de pesquisa, não construir conhecimento, e muito menos produzir, E abrir carnais de religação e ligações inovativas de diálogos de saberes, com suas culturas, ciências e linguagens. Mais a aprendizagem e conhecimento. Concebemos que IA – PPP, apresentam diagnósticos SSAN, diante de impedimentos e barreiras em PP – Políticas públicas em prevenção em cadeia BIO – Humana, que não encontram meios correlatos científicos em SAN, E que projetos preventivos de saúde médica adequadamente e nutricionalmente, somente se otimizam, em suas equidade naturais. As doenças e patologias desencadeadas pelo processo de insegurança de suas políticas públicas frágeis em suas práticas ativas, mapeadas em suas prevenções clínicas, auxiliam a construção de delimitações de carnais de diálogos científicos de cadeia disciplinares e direções de soluções. Abordagens conceituais de pesquisa e pesquisadores, situando problemas em pesquisa, E buscando respostas e soluções, adentrando em circuitos transdisciplinares, (G. Banner,pp.436,2008), apresenta ícone e desenho de interelacionamento de diálogo de saberes filosóficos, prósperos em cadeia disciplinares, e representação individuais de científica disciplinares e seus atores se interelacionando e transformando, confrontando problemas fins – Tese construída, dentre destas: Ecologia, Agricultura e ciência, Ética, Economia, Setores públicos, Atenção a pesquisa, Sistemas análises, Sociedade civil, Microbiologia[Os carnais de diálogos situa-se: Provedores – Perigos de alertas – Violência, em cadeira[Idem ,pp.437]. Outros carnais conceituais próximas [Parode, V. pp.332, 2014], adentrando e alargando compressão teórica, apresenta a otimização desta prática – Alcance e limites – Estabelecem interelacao de comunicação de diálogo, com informação e produção de conhecimento interdisciplinar e transdisciplinar, conceitua se , suas paralelas epistemologias de alcances e limites, como princípios da ligação dos saberes, reconhecendo possibilidades e viabilidade em outras pensadas, [Morno, 2002], adentrando e buscando outras disciplinares: Física quântica, Neuropsicologia transpessoal, Filosofia [Fenômenos], Linguagem semânticos, e outras. Entendemos, que não existem carnais fechados de construção de conhecimentos, mais em eixos éticos e outros círculos, existem limites e dimensões.


Referência bibliográficas


1. Frodemann, Robert., Klein, J.Tlornpson, Mitchanm, Carl, y Holbrok, Britt., (2010).Tchê Oxford hand book of interdisciplary. Oxford, SPI, Great Britain.(Prefácio)
2. Morno, T., (2002).The Oxford hand book of interdisciplary. Oxford, SPI, Great Britain.[Prefácio].
3. Parode, V., (2010). Interdisciplary – A memória ofan interdisciplinary caráter. , pp.4pp.243,2010.
4. Zitkoski, P.(2014). Interdisciplary – A memorier interdisciplinary cereer, pp.57, 2014. H. Artigs Center. University Jobs.
5. __________., (2014). Interdisciplary- A memorier interdisciplary cereer, pp.437.H.artigs center. University Jobs.
6. Graybill, J. K., Shandas V., (2014). The Oxford hand book of interdisciplary – Doutoral students and Warley cereer academic perspectives ., pp.404.
7. http://euspire.syr.edu/nevaworkshops/>
8. http://univ.ndscieuhumanitiespolicy.org/katrina/
9. http://www.csid.int.edu/
10. http://www.csid.unt.edu/


[Ensaio: Santos, J. (2019). Produção cientifica – SSAN. Disseminação e difusão: Extensões. XIV ENPSSAN, 09 a 14 de Outubro, 2019 UFG, Goiânia. PENSSAN, UFG. University Européia Atlantic – Iberoamericana, Es. TICs – Projects. Teologia e Politica- FCP. Docência prática. 2019].

Afluência em entornos: Assembleias e plateias – Informação e comunicação SSAN


I – Introdução

Participação colaborativa em assembleias e plateias debatendo e reforçando práxis em experiências com discussão e paralelos conjunturais regionais acadêmicas e profissionais de membros PENSSAN, painéis em mesas; Defesas; e outros. Bastantes atuantes, e questionantes de forma também contributiva, colaborativa e participativa.

2.0.Perfil de discussão


• Indicativas com dados competitivos;
• Síntese conjuntural – PP SSAN;
• Analítica e considerações por pontos;
• Situacional em análise;
• Demonstrativa e amostras de dados complementares;
• Conceituais e epistemológicos;
• Sugestão acolhidas:

a) Trabalho de campo com eixos litigantes disseminativas de informação para aprendizagem e problematização – QQ para aplicação pedagógica;


• Análise interna externa Internacional e nacional;
• Representação institucionais contribuida e civis; Entidades;
• Abordagens – Síntese experiências práticas; Teóricas; Projetos práticos acadêmicos.


Conclusão


Conscientemente, a presença participativa do corpo acadêmico e membros consolidam a uma conjuntural de evento ENPSSAN 2019. Em síntese de referência e estudos relatados aqui. Frente a cada tema e mesa de colocações e estudos investigativas de pesquisadores e cientistas em SAN. As posições e firmes tópicos e ênfases emblemaram politização também, podemos afirmar colaborativa e nunca divisora e separativa, mais somas e conjunto. Assembleias se somam, congregam para avanços, na Câmara de discussões e planejamento futuro de executiva, acadêmica sobretudo. As contribuições possibles mobilizaram futuros passos a serem planejados para o PENSSAN, e peculiar particularmente incrementando, nunca presenças substânciais de revoltas e subgrupos paralelos, posição está sintetizando avanços, a nível de membros, mesmo com fragmentação universitária de políticas públicas de avanços em nossos déficits de saúde preventivas em SSAN e apresentando atrasos. O estudo pessoal e individual, apresenta maturidade de reflexão perante academia e entidade membros, sem polêmicas ou ingressos para retardos de pensamento. Enfrentamento aos efeitos, futuras será preciso, diante de problematização conjuntural de SSAN – BR, de caráter somativo e complementar de cada plateia e assembleias.


Referência bibliográfica


1. PENSSAN, (2019). Afluência e entornos: Assembleias e plateias – Informação e comunicação – SSAN . XIV ENPSSAN em Goiânia de 9 a 14 de Outubro de 2019, UFG.


Reflexão: Jusenildes dos Santos. Afluência e entornos: Assembleia e plateia – Informação e comunicação- SSAN . XVI – ENPSSAN, UFG em 09 a 14 de Outubro de 2019, Goiânia. ENPESSAN – PENSSAN, FIAN Internacional in Brasil. University Européia Atlantic – Iberoamericana. TICs – Projetos. Teologia e política – FCP. Docência práticas, UFG, 2019.

GTs – Grupos de trabalho SSAN. Constructos temáticos aplicada da metodologia. Sistemática Câmara de estudos: Bases intrínsecas em aprendizagem e conhecimento

“A vida plena de direito começa com a liberdade de nascer e viver! Sem violações de oportunidades devidas e em igualdades para todos. Art. 1. DHU – Todos são iguais…”
“És uma luz – Oh ! Messias (Emanoel ‘Deus conosco’ ) Bem – vindo – 2020”

 

I – Introdução


O grupo de trabalho por dinâmica de estudos temáticos, consolidou nos a realização planejados com políticas de gestão ativa em ENPSSAN, paulatinamente o evento com sede por regiao6, de 2 a 2 anos, funciona em infraestruras de Universidades federais e influências de organização com a PENSSAN e sua gerência executiva em trinta e três postos ativos por grupo 3xtensicos de coordenações de 5 sistemas executantes coordenados, presidência diretiva, em linhas de ações diretivas estratégicas, de membros acadêmicos universitários e membros de internas e externas acadêmicas, a nível de agendas ONU – FAO- OMS, secretária internacional e conselhos – CONSEAS membros desarticuladas instituída orgânica junto a secretaria de gabinete civil governamental, E regionais de Estados do Brasil. Trataremos linhas de senhas de ocorrências efetivadas com evidências e presença de seus grupos de estudos.


2.0. Tendências inovativas


Temáticas de grupos, em ENPSSAN a cada formação coordenada abrangem por espaços de ambientes por Câmara de estudos, agregando docência coordenadas com categoria de projeto por subgrupos subtematicos de agregadores de pensamento de conhecimento e displinares de áreas acadêmicas centrais e férias, e específicas, num linha de abordagem temático GTs, E inovativas discernidos, em suas instâncias possíveis, na dinâmica inscrição temáticos e selecionados, segundo ao tema de evento planejados, para responder: Ao tema e junto ao mesmo as questões e problematização de aspectos sócio político em PP – SSAN,E dar respostas possíveis, em todo trabalho de grupo académico un8versitario e profissional, em cunho científico de seus projetos de práxis e filosofias empíricas de apresentação a academias de estudos, abertas – GTs.


2.1.Estratégias de discussão e estudos


GT1 –DHAA
G2 – Produtos sustentáveis e processamento de trabalho dos alimentos
G3 – Abastecimento e consumo AS
G4 – Efeitos IAN
G5 – Comida e cultura
G6 – A construção da pesquisa SAN


2.3. Linhas e pontos ênfases e tônicas para regimentos GT


2.3.1. Observatório políticas públicas SSAN e sua reconstrução e construção;


2.3.2. Construir conhecimento de saberes problemáticas com transversais – SSAN e outros;


2.3.3. Territórios nacional alternativos; Opcionais; Institucionais espaços de comunicação déficit e resistências SSAN;


2.3.4.Experiências; Territórios em conflitos em conflitos da paz em terras indígenas.


2.4. Concentrações chaves – Políticas públicas


2.4.1. Política


• Projeto governamental SSAN em conselho cívil
• Paralelas acadêmicas científicas institucionais universitárias
• Individuais e ONGs
• PENSSAN
• E outras.


2.5. Metodologias e aplicações – Projetos


2.5.1. Metodologias acadêmicas científicas e suas dinâmicas de estudos:


• Linha planejadas-Executados;
• Planejamento políticas de regimentos e parâmetros;
• Recebimento inscrição – Projetos temáticos;
• Sistematização;
• Divulgação de programação ENPSSAN – Evento.


2.6. Formato GT- Eixos- Dinâmicas


2.6.1. Grupos de trabalhos


• 1 A 6 – Básicos
• Conselho constitutivos e eixos paralelos diretivos executivos e GT6.


2.7. PENSSAN – GT


2.7.1. Rede PENSSAN – Base executiva coordenada das ações ativas. E os GTs


• Centros regionais – Norte – Nordeste – Sul – Sudeste – Centro-oeste
• Base executiva – PENSSAN


2.8. Avanços rede de informação – ENPSSAN


• Produções científicas e disseminações em recursos;
• Sincronia de informações;
• PENSSAN – Nova estruturação renovada com dispositivos inovados;
• Rede aberta e interdisciplinar e eixos;
• Plataformas.


2.9. Desconstrução – PP e Consequências
A perspectiva diretivas descontraídas em PP, trata-se caminhos em PENSSAN conexos intrínsecos.


• Contribuição e compromisso – Rede como ponto – chave considerando seus eixos se aberturas executivas e caminhos, linhas planejadas por SSAN – ENPSSAN – PENSSAN;
• GT6;
• Discussões e colaborações científicas de pesquisadores;
• Estudos, Experiências; Pesquisas; Políticas públicos institucionais e acadêmicas difundidos em ENPSSAN executiva – Evento de Goiânia 2019.


2.10. Perspectivas PENSSAN


• Otimização SSAN;
• SAN;
• DHAA;
• CONSEA;
• Reconstruir espaços PP – BR SSAN – Academias e observatórios SSAN.


Conclusão


A tônica de abordagem temático produzirá muitos estudos e investigações científicas, além de trabalho – Projetos de prevenção Saúde – Médicos e nutrição basicamente, antecipado demandas de estatísticas baixas de otimização em SSAN – Avaliações e relatórios interno e externo de entidade , ONU por Gerais assembleias de secretárias com seus representantes legais, diante de previsões mundiais, pais e continentes. Principalmente reduzindo déficit de EIAAN, mediante políticas mundiais com Nações de prestações de contas de investimentos e agenda e metas. Antídotos de futuras catástrofes preventivos internacionais SSAN – BR em PP, é um antídoto , seguro e viável, possível, pois: Os efeitos de perigo – DAGEL, com prevenção ao desgastes, e desconexas de anelos a cadeia da vida – BIO de todos os seres vivos, residem grandes – Alertas amarelo para geração em geração, que não trata – se de efeitos se: Desequilíbrios, harmonia, equidade, qualidades, quantitativos, adequações e nutrientes por volumes com básicos necessários pessoais em saúde. A fome e seus paradoxos de Saúde – Médicas e Nutricionais, envolvem PP em todos os aspectos sócio – político econômico do ser humano, enquanto Ser vivo e futuro com Saúde – Médicas e adequações e nutricionais. O futuro e obesidade, entrou em nossos, círculos regionais do brasileiro, que não é uma problemática do Norte americano, de pseudos Foo/ Food, desde anos “ 60”, que mercados e economias e sua devastação caótica 70, 80 ,90. Entramos na apoteose de defesa e entronização anos de 1995 – Neoliberalismo das economias, e inside o Brasil, de partir 2010 – 19, presente de incentivos de economias abertas e livre mercado, para o comércio. Consequentemente, quando(Moose,2010), preveniu que automatização global e informatização sem sustentabilidade – Vidas e trabalho, viria infindas por processos de contornos de caos, e neste previu, a Disporá de grandes povos, 2017- 2019 pelo mundo, vemos que: Estatísticas de desemprego; fome e alimentação inadequadas e nutricional; Imigração em massa de povos, E etc . Entre tantos problematicas.Esses efeitos em déficit SSAN, com dimensões coexistentes- EIAN para construímos políticas internacionais e agenda unida – DHAAN; Perspectivas de produção sustentável e eixos – SSAN inter; Sistemas equitativos AGROECO; Políticas de SAN de defesa de culturas alimentícias sustentáveis. Sobretudo revermos valores culturais alimentares e Saúde – SSAN. Reconstruir um futuro SSAN inovador, pois não depende tão somente de PP – AGROECO sustentáveis e Saúde. Reconstruir um futuro SSAN inovador, pois não depende tão somente de PP – AGROECO sustentáveis, E comportamento sócio psicológico; antropológico sustentáveis, e valores, com sociológico e Saúde médicas preventivas, Adequadamente e Nutricionalmente, ate mesmo mudanças de aparatos regionais preservados, e sustentáveis, mais transformações políticas únicas internacionais e uma agenda de chefes de Nações e questões profundas mundiais de alerta – DARGEN. A exemplo da agenda Pacto de Paris, em déficit, agenda do clima CO2- Internacional efeito estufa, nivelamento climático em Terra e a cadeia – BIO VIDA, de medidas de prevenção de entornos científicos e tecnológicos previstos em índices de 1,5CO – baixíssimos em curso, determinados locais e mundiais, gerais, para a elevação de preventivos mentores e mecanismos: Organizações, Cooperações, Governos – Defesas de laços industriais, Comércio, Mercados. Prevê políticas orgânicas do processo de poluição em CO, e desnivelamento dos efeitos estufa, na Câmara de ozônio. Previsão, de 2,0, na escala – agenda 2030. Hoje, mesmo diante, de adequações e nutricionais solicitações para refeições básicas, 06 refeições previstas, escapam pela percepção, de que não existe, saciedade, mesmo com conceitos de processos de mastigação e anelos quantitativos por grupos de elevação a boca de “ QQ”, E equilíbrios comportamentais, de ansiedades, e superação nas defesas apetitosos e volumes antecipados de refeições rápidas, ou e ausentes .Mais achega- se uma problematização maiores:Valores calóricos nutricionais, volumes, calorias e vitamínicos, cálcio, sódio, gorduras saudáveis, e etc, de alimentos, de sua aquisição ao consumo, cocção, E alimentação com metabolismo de cada indivíduo, essas propriedades nutricionais estampadas, em rótulos obrigatórios – Lei, suas políticas preventivos de adequações, não são seguras – Etapas, fases e consumo, em dietas alimentares, existem um vácuo(abertura), espaço e escuro em déficits no desenvolvimento do homem: Altura, peso e massa em K e IDH – Índices de Desenvolvimento Humano em OMS – Organização Mundial da Saúde. Linha de trabalho preventivo Saúde, médicas e mental, adequadamente e nutricional.


Referência bibliográficas


1. ENPSSAN, ( 2019). GTs – Grupos de trabalho SSAN – Constructos temáticos aplicada da metodologia. Sistemática Câmara de estudos: Bases intrínseca em aprendizagem e conhecimento. XIV Encontro Nacional de pesquisadores Segurança Saúde Adequadamente nutricional, de 09 a 14 de setembro de 2019, UFG. PENSAN, Goiânia 2019.


[Ensaio: ENPSSAN, (2019). GTs – Grupos de trabalho SSAN – Constructos temáticos aplicada da metodologia. Sistemática Câmara de estudos: Bases intrínsecas em aprendizagem e conhecimento. Jusenildes dos Santos. TICs – Projetos. University Européia Atlantic . Iberoamericana. Teologia e política- FCP. Docência prática. XIV Encontro Nacional de pesquisadores em Segurança de Saúde Adequadamente e Nutricional, de 09 a 14 de Setembro, 2019, UFG, Goiânia. PENSSAN, 2019.]