Contribuições Étnicas para Código Regular de dispositivos legais – Ciência e tecnologia: Conexões e contextos compostos The Ethics of Artificial intelligence.     “Nuances litigantes Contemporâneos  para entornos e tópicos de eixos com C&T

By – United Nations – Educational Scientific and Cultural Organization.( 2019). Charter of Ethics of Science and Techonology in the Region .UNESCO – RB/Science in The Arab States. São Paulo/Paris. Documental original.

Introdução

Contextos básicos de políticas e discurso em dispositivos PP – Códigos e regulações com coeficientes sinalizantes para realidades do circuitos de construção, desenvolvimentos e processamentos e manuseios diversificados de área disciplinar de informação e conhecimento – Tecnologias e ciências basicamente em inteligência artificiais. De modo que corpos de academias mundiais reafirmam a necessidades de reconhecimentos de políticas reguladoras e lei legislativas nacionais e internacionais em áreas do conhecimento de conexão sistemática de visão para construção de referências e mostras singulares indicativas, perante cadeias e segmentos para propriedades intelectual de criação, invenção e outras ordens em ciências e tecnologia, a exemplo de: Engenharias de softwares; Ciências da computação; Informática ; Analise de sistemas e avanços em TICs, e etc. A ONU – Nações unidas e parcerias com governantes de países construtores de Pp – Políticas públicas e outros segmentos, congregam de discussões dentro da UNESCO – Nações unidas para educação cientifica e cultura organizacional em âmbitos de uma língua inicial para vertentes aberta cientifica – Ciência e tecnologia: Com textos de discursos e defesas fundamentais e princípios para: A Ética de ciência e tecnologia em diversos Continentes, em especial o documento – Charter of Ethics of Sciense and technology in the Arab Region – Composition of the AD HOC EXPERT GROUP (AHEG) FOR THE RECOMMENDATION ON THE ETHICS OF ARTIFICIAL INTELLIGENCE. Neste encontramos contribuição internacional de conexões de membros de profissionais pesquisadores: Cientistas; pesquisadores; profissionais. Ainda instituições; Organizações; Corporações; Centros de pesquisas, em cunho governamental e não, e etc. Neste perfaz reconhecer referência para uma análise breves, alinhados na proposta de defesa contidas no mesmo referencial em caminho, para acentuar fundamentos abordados e coeficientes em avanços e circunferências de regulações e leis em cadeia disciplinar e suas diversidades a serem aplicadas.

Eixos dispositivos – Ciência e Tecnologia: Charter of Ethics in the Arab Region

Princípios underpinning the charter

· Integridade e segurança

· Respeito pela dignidade humana

· Bem – estar animal, preservação e proteção do meio ambiente

· Benefícios e não malefícios

· Justiça e proteção de direitos

· Liberdade

· Abertura e comunicação privada

Membros e composição recomendação: Group (AHEG)

O documento localizado como em – Section of Bioethics and Ethics of Science – UNESCO. Distribui listas compostas de recomendadores acadêmicos por segmentos em áreas disciplinares de pesquisas, estudos, e ensino dentro de ciência e tecnologia. A academia de composição abrangem 24 membros indicadores por recomendação, em países, tais como: Ms – Mme Carolina Inés AGUERRE REGUSCI – Uruguai; MS/Mme – Teki AKUETTEH FALCONER – Ghana; Ms/Mme – Latifa Mohammend AL – ABDULKARIM –Saudi Arabia/Arabie saoudite; Mr/M – Mohamed Alloghani – United Arab Emirates – Émirats Arabes Unis; Mr/M Maxim FEDOBROV – Russia Federation /Fédération de Russie; Ms/Mme – Constanza GOMEZ MONT – México /Mexique; Mr/M – Tim HWANG – United States of America/ États – Unis d´Amérique; Mr/M. Robert KROPLEWSKI – Poland- Pologne; Mr/M. Octavio KULESZ – Argentina/Argentine; Mrs/Mme – Irena NESTEROVA – Latvia /Lettonie; Mr/M. Jean Philbert NSENGIMANA – Rwanda; Mr/M. Luka OMLADIC – Slovenia/Slovénie; Ms/Mme – Julie OWONO ASSEVINI – Cameroom – Cameroun; Mr/M. Edson PRESTES E SILVA JUNIOR – Brazil – Brésil; Ms/Mme – Golestan(Sally) RADWAN – Egypt/Égypte; Ms/Mme – Fátima ROUMATE – Morocco/Maroc; Ms/Mme – Emma RUTTKAMP – BLOEM – South Àfrica – Afrique du Sud; Mr/M. Amandeep SINGH GILL – India/Inde; Mr/M. Osamu SUDOH – Japan – Japon; Ms/Mme – Catherine TESSIER – France; Mr/M. Peter – Paul VERBEEK – The Netherlands /Pays – Bas; Mr/M. Adrian WELLER – United Kingdom – Royaume – Uni; Mr/M. Sang Wook YI – Republic of Korea – République de Corée; Mr/M. YI ZENG – China – Chine.

Ética da produção científica e tecnológica

A produção ciência e tecnologia depende principalmente de pesquisas científicas e existe um número significativo de atores que contribuem com ela, direta ou indiretamente. A proteção, promoção de ciência e tecnologia envolvem responsabilidades éticas, algumas das quais são aplicável a todas as fases da produção científica e tecnológica enquanto outras são aplicáveis a uma determinada fase, como mostrado abaixo:

Responsabilidades éticas aplicáveis a todas as fases da produção científica e tecnológica

Responsabilidades governos

a) Desenvolver e aplicar políticas que promovam a produção de ciência e tecnologia e a cooperação entre produtores de ciência e tecnologia ( universidades e centros de pesquisa e usuários, nas diferentes níveis produtivos e conscientizados da importância da ética em pesquisa científica;

b) Desenvolver e aplicar políticas que incentivam todas as instituições a estabelecer comitês de ética especializados e intra disciplinares para avaliar as questões científicas, sociais, éticas e jurídicas dos projetos de pesquisa, fornecer conselhos sobre as implicações éticas desses projetos e promover uma cultura de diálogo e conscientização da importância ética em pesquisa cientifica;

c) Adotar o ensino da ética como parte de cursos obrigatórios o mais amplamente possível e em várias disciplinas;

d) Proteger as liberdades públicas e individuais que garantam liberdade de pensamento e criatividade, tomar medidas para garantir que os trabalhadores científicos respeitem a responsabilidade pública;

e) Capacitar todas especialmente as mulheres, a participar de disciplinas científicas e outros aspectos da vida econômica e social;

f)Disseminar a cultura as participação pública e desenvolver mecanismos para permitir essa participação em todas etapas dos projetos nacionais;

g) Promover políticas que orientam as atividades científicas em Direção a áreas estratégicas que atendam as pessoas em todos os setores da sociedade e garantam a capacitação em ciência, tecnologia e inovação e suas aplicações;

h) Proporcionar as melhores condições de trabalho possíveis para os trabalhadores científicos em todos os setores em que a pesquisa científica é realizada;

i) Codificar a proteção do conhecimento tradicional e dos recursos genéticos e ter em conta o patrimônio, os costumes e as tradições positivas das comunidades que habilitam a terra de um projeto, nos princípios de conformidade e nas disposições dessa carta;

k) Regular o uso racional de recursos naturais, incluindo Terra, Água e recursos minerais;

l) Desenvolver e fazer cumprir legislações que abranjam experiências humanas e a proteção da vida e dignidade dos seres humanos;

m) Aplicar leis que protejam a propriedade intelectual e os tratados internacionais retificadas e relacionados e desenvolver mecanismos necessários para sua operacionalização;

n) Garantir e fazer cumprir legislações que protejam o bem estar dos animais utilizados na pesquisa científica.

Responsabilidades das instituições engajadas em toda produção de ciência e tecnologia

A principal responsabilidade das instituições é proporcionar um ambiente ético propicio a através ciência e tecnologia e a pesquisa científica responsável, através da seguinte:

· Adote as disposições desta carta e inclua no regulamento interno da instituição um código de ética que identifique claramente as regras que regem a conduta científica responsável e realize uma revisão periódica de tais regras, orientadas por documentos éticos globais. O código institucional de ética deve identificar práticas irresponsáveis na produção de ciência e tecnologia e mecanismos para lidar com essas práticas;

· Promover à conscientização sobre cartas, regras de procedimento e documentos de ética nacionais e globais que identifique comportamentos, políticas e procedimentos responsáveis e irresponsáveis a produção de ciência e tecnologia, pesquisa científica; disponibilize esses documentos e explique – os claramente a todos os trabalhadores das áreas de ciência, tecnologia e conhecimento;

· Forneça treinamento e explicação contínuos dessas regras de procedimentos por meio de trabalhos especializados que desenvolvam as capacidades necessárias para uma conduta ética responsável;

· Fornecer supervisão e aconselhamento contínuos sobre comportamento ético responsável;

· Estabelecer comitês de ética em todas as disciplinas para supervisionar a implementação e avaliação desta carta e o compromisso dos trabalhadores científicos com ela;

· Fornecer espaços especiais para o cuidado de animais experimentados que atendam as suas necessidades comportamentais e biológicas.

Responsabilidades dos trabalhadores científicos (pesquisadores, científicos, treinadores, assistentes, técnicos e estudantes).

· Estar ciente da carta e dos regulamentos, leis e políticas relevantes adotadas pelo Estado e acompanhar as emendas e atualizações, especialmente aquelas que promovem e regulam vários aspectos do trabalho na produção científica e na pesquisa científica;

· Liga as disposições dos estatutos e as políticas éticas internas relevantes e regras de procedimentos aplicadas em suas instituições;

· Respeitar as especificidades éticas, e culturais de diferentes sociedades( Religião, costumes e tradições) e sem violados princípios da carta;

· Impedir a interferência de agências de financiamento, nos resultados da pesquisa;

· Limitar a experimentação humana, a pesquisas que não possam atingir seus propósitos, exceto por meio de tal experiência;

· Garantir o bom tratamento do ser humano, evitar danos a ele e sua dignidade e que a pesquisa científica seja direcionada principalmente para seu benefício;

· Obter o consentimento livre e informado do sujeito humano ou de seu representante legal para participação voluntária Antes de realizar a pesquisa;

· Adotar todas as medidas apropriadas para proteger os vulneráveis e as pessoas em risco que participam da pesquisa e adotar os meios adequados para obter seu consentimento informado ou o de seu representante legal;

· Respeitar a independência, privacidade confidencialidade das informações pessoais de sujeito humano; as informações pessoais não devem ser exploradas de maneira prejudicial, difamação, chantagem ou lucro; dados pessoais que revelam a identidade do sujeito não devem ser usados sem a obtenção de seu consentimento prévio, livre e esclarecido. Esse consentimento não deve incluir garantir condições que violem os direitos humanos do sujeito ou o impeça de recorrer à lei no caso em que ele /ela sofra algum dano devido á participação como sujeito da pesquisa;

· Esteja ciente da responsabilidade pelo bem estar animal e evite realizar pesquisas com animais sem um objetivo justificado;

· Limitar o uso de animais em experimentos a pesquisas que só possam atingir seus objetivos através desses experimentos;

· Reduzir o número de animais utilizados na pesquisa o máximo possível e substitui- Los por outros modos de pesquisa apropriados;

· Animais de reposição – o máximo possível- da infiltração injustificada de dor antes, durante e após a experimentação;

· Estabelecer condições apropriadas para os animais que atendem , as suas necessidades comportamentais e biológicas;

· Abster- se de contribuir para qualquer projeto de pesquisar que prejudique a sustentabilidade de meio ambiente e seus recursos naturais e diversidade biológica que conflitos com a objetividade da pesquisa.

Responsabilidades de fundamentos agências de ciência e tecnologia

a) Contribuir para a conquista d desenvolvimento humano sustentável através do desenvolvimento humano sustentável através do financiamento de pesquisas científicas direcionada a prioridade em benefício das pessoas e que respeitem a dignidade humana e que não causam danos aos animais ou ao meio ambiente. Dando prioridade à pesquisas abordando os desafios sociais mais prementes;

b) Comprometer se a fornecer aos sujeitos de pesquisa acessos aos resultados da pesquisa, quando esses resultados tiverem de se mostrado eficazes e sempre que os indivíduos precisarem, sendo uma responsabilidade ética conjunta de agências e pesquisadoras financiadoras;

c) Comprometer se a não impedir a impedir as publicação de resultados de pesquisas financiadas e evitar interferir em seus resultados;

d) Abster de exercer qualquer tipo de pressão sobre o pesquisa em qualquer fase da pesquisa financiada para alcançar um interesse que conflita com a objetividade da pesquisa.

Treinamento, orientação e supervisão

A pesquisa não pode praticar atividade científica com a eficiência e qualidade esperadas sem treinamento, orientação e supervisão. Portanto, o desenvolvimento contínuo de uma e de outras, científica e profissionalmente, tornou se um imperativo ético.

Responsabilidades dos governos

· Adotar medidas e políticas para garantir igualdade de acessos a treinamento e oportunidades de trabalho em pesquisa científica para todos- sem discriminação baseada em cor, religião, gênero, raça ou outra;

· Incentivar iniciativas educacionais que promovem o ensino de todas as ciências e tecnologias em diferentes escolas ou instituições de ensino e incorporar tópicos interdisciplinares nos cursos curriculares de ciências; usar métodos de ensino que fortaleçam as habilidades pessoais dos alunos e habilidades mentais especiais como o uso da abordagem científica; a capacidade de ensinar um problema no todo ou em parte e as habilidades para descobrir e isolar as implicações éticas de um problema para resolver – lo;

· Treinar adequadamente o pessoal envolvido no fornecimento de treinamento.

Responsabilidades das instituições envolvidas na produção de ciência e tecnologia.

a) Garantir que todos os trabalhadores científicos, sem discriminação, recebam treinamento contínuo em todas as fases da produção científica, desde a seleção do problema de pesquisa, passado pela metodologia e estrutura da pesquisa ate a publicação dos resultados da pesquisa;

b) Incorporar ao treinamento as medidas de proteção ambiental, as condições individuais de segurança e a ética da pesquisa científica;

c) Disponibilizar a carta de outros documentos necessários no comportamento responsável da pesquisa e o código de ética da instituição, incluindo procedimentos para a proteção de seres humanos e animais utilizados na pesquisa científica.

Responsabilidades de trabalhos científicos

a) Trabalhadores científicos mais experientes, ou chefes de equipes de pesquisa, devem supervisionar os mais jovens desenvolver suas habilidades treina- Los e orienta- Los para que possam desenvolver adequadamente suas atividades de pesquisa e criar em ambiente de pesquisa saudável;

b) Consolidar padrões éticos básicos entre jovens cientistas; o mentor ( o cientista mais experiente e qualificado) deve fornecer um modelo para os menos experimentes na aplicação dos princípios éticos;

c) O cientista deve respeitar seus alunos e os cientistas mais jovens e incentivar seu pensamento crítico e, independente;

d) O científico não deve dificultar ou impedir que seus alunos se comuniquem com outros instituições científicas.

A ética da transferência e localização da ciência e da pedagogia

A transferência e a localização da ciência e da tecnologia geralmente envolvem a produção das ciências. Consequentemente, a maioria , suas responsabilidades contidas na seção 2.2. se aplicam também a transferência e localização. A ética da transferência e localização de ciência e tecnologia implica as seguintes responsabilidade adicionais.

Responsabilidades dos governos

a) Desmarcar uma política que, identifique as áreas estratégicas da ciência e tecnologia nas quais a transferência e A localização devem ser promovidas, do ponto vista de alcançar o interesse público e com base em uma avaliação das necessidades científicas tecnológicas ;

b) Promover políticas e práticas de abertura e comunicação frutífera consigo mesmo e com os outros;

c) Desenvolver políticas nacionais que apoiem a capacitação de indivíduos através da expansão de oportunidades de participação em todos os campos das atividades econômicas e de serviços para todos os cidadãos, sem exclusão ou marginalização;

d) Promover a cultura do pensamento científico para ele se incorpore ao tecido cultural da sociedade. Isso pode ser alcançado através do desenvolvimento de políticas, educação e mídia específicas e da adoção de padrões referência para avaliar as atitudes do público em relação a ciência;

e) Promover a conscientização e a cultura de respeitar os direitos de propriedade intelectual;

f) Fazer cumprir o estado de direito, especialmente na área de proteção à propriedade intelectual, para garantir a transferência de ciência e tecnologia e ajudar a localização;

g) Estabelecer uma alocação financeira mínima no orçamento geral para a transferência e localização de ciência e tecnologia e instar as instituições que operam em todos os setores produtivos a alocar recursos em seus orçamentos para esse fim;

h) Fornecer treinamento e qualificação adequados relacionados ás aplicações da ciência e da gestão do conhecimento nas diferentes instituições;

i) Incentivar o investimento estrangeiro, considerando um dos mecanismo mais eficazes e rápidos para aquisição, transferência e disseminação de ciência, tecnologia e conhecimento transfronteiriços;

j) Fornecer acesso público gratuito ás tecnologias da informação e comunicação, e treinamento sobre seu uso, para promover seu papel vital no acesso e na transferência de conhecimento e na rápida disseminação da ciência;

k) Incentivar os imigrantes árabes que trabalham na ciência para beneficiar seus países com seu capital científico e do conhecimento, e contribuir para o desenvolvimento de seus países.

Responsabilidades das instituições

a) Conscientizar sobre a importância da transferência de ciência e tecnologia como um passo essencial para localização e produção na região árabe;

b)Desenvolver o gerenciamento de ciência e tecnologia – como uma competência incorporada na estrutura, liderança e cultura da instituição inclusive – para maximizar o retorno do capital da ciência /conhecimento;

c)Desenvolver as capacidades e habilidades de seus membros na transparência e localização de ciência, tecnologia e novos conhecimentos incluindo a capacidade de negociar o acesso a tecnologia;

d) Comprometer se a estabelecer e usar intensivamente sistemas de informação de alta eficiência;

e) Expandir parcerias regionais e globais de cooperação científica para promover o crescimento e desenvolver ações conjuntas com todas os países;

f) As instituições financiadoras de ciência e tecnologia devem oferecer oportunidades de financiamento para pesquisas conjuntas que um ambiente propício á transferência de ciência e tecnologia.

Autoria

Responsabilidades das instituições

· Desenvolvimento de um padrão para escolher o conceito de autor, a fim de evitar qualquer disputa sobre a elegibilidade de uma pessoa ou pessoas a insultar…Esse padrão é frequentemente incluídos na política institucional de propriedade intelectual…;

· Incorporar ao treinamento as medidas de proteção ambiental, as condições individuais de segurança Eva ética da pesquisa científica;

· Disponibilizar a carta e outros documentos necessários em um comportamento de pesquisa responsável e o código de ética das instituições, incluindo procedimentos para a proteção de seres humanos e animais utilizados na pesquisa científica;

Responsabilidades de trabalho/Autor científico

a) Ser cientificamente proficiente no campo da pesquisa;

b) Ter um conhecimento profundo de referências, artigos científicos publicados e dos últimos desenvolvidos em seu campo de especialização antes de escolher a ideia de pesquisa;

c) Abster se de se apropriar das ideias de pesquisa inovadoras de outras pessoas;

d) Seja preciso e verdadeiro ao apresentar trechos ou citações de outros pessoas e indique claramente a fonte da citação ou trecho;

e) Ser objetivo na coleta de material científico;

f) Evite usar atividade de pesquisa para anunciar qualquer proposta pessoal ou qualquer afiliação tribal, étnica ou demagógica;

g) Lidar com dados de pesquisa com toda integridade e objetividade e abater se de modificar os dados para apoiar uma hipótese específica ou em resposta a pressão do organismo financiador ou qualquer outra entidade;

h) No caso da autoria conjunta, os novos de todos que participaram da pesquisa ou da autoria – e apenas esses nomes – devem ser incluídos, para que nenhum dos contribuidores reais, sejam adicionados sem justificativa científica.

Publicação de resultados científicos e de pesquisa

A pesquisa e produção científicas não são consideradas completas sem a publicação científica responsável, que visa promover a pesquisa científica em apoio ao benefício público.

Responsabilidades das instituições

· Garantia que todos as partes de pesquisa científica conheçam a natureza e os limites;

· Garantir uma política clara para proteger os direitos de propriedade intelectual;

· Incentivar a publicação especialidades, classificadas internacionalmente;

· Promoção de publicação científica em toda Arábia.

Responsabilidades científica de trabalhos/pesquisas

a) Procurar publicar resultados de suas pesquisas em benefício do publico, contribuir com seu campi de especialização e obter propriedade intelectual;

b) Abster se de fragmentação injustificada dos resultados da pesquisa para publica – Los em mais de um campo científico ;

c) Abster se de republicar material publicado anteriormente e enviar pesquisas para publicação para mais de uma editora;

d) Abster se de declarar como “ alcançado” os resultados que não foram totalmente completos; Abster se também alegar que um trabalho e uma publicação em andamento” quando não foi aceito pelo editor para publicação ou ainda não foi avaliada;

e) Reconhecer ia esforços de todos aqueles que contribuíram para a pesquisa científica, por mais humilde que seja a contribuição, mencionando claramente os nomes dos autores e o papel de cada colaborador na pesquisa, incluindo patrocinadores e financiadores;

f) Publicar pesquisas em árabe, além de línguas estrangeiras, se e conforme necessário, para garantir a ampla divulgação dos resultados da ciência e da pesquisa.

Responsabilidades de toda publicação

a) Siga as políticas e procedimentos necessários para garantir a qualidade e a integridade do trabalho publicado;

b) Decidir se aceita ou rejeita a publicação de uma pesquisa baseada apenas em seu valor científico e sem qualquer interferência;

c)Selecione árbitros com competência reconhecida e evite todos os conflitos de interesse;

d) Tome o máximo cuidado para impedir a divulgação sobre a pesquisa submetida a qualquer pessoa que não seja o autor potenciais árbitros e editor;

e) Relate quaisquer dúvidas sobre a maneira pela qual a pesquisa foi conduzida e preparada, sua consistência com a ética da pesquisa científica, bem como dúvidas sobre plágio, fabricação, contribuição republicação .

Princípios e fundamentos éticos: C&T

Segundo carta e política de fretamento, princípios e fundamentos essenciais e responsáveis com seus atores em C&T na região árabe, reconhecida contextos e eixos agregadores de avanços em experiências e cooperações internacionais e internas, neste a UNESCO destaca a reconhecer por documento de mostra unindo a outras políticas prioritárias e básicas como teor importantíssimo para porvir a um mundo ético em Ciência e tecnologia para pesquisa e experimentos de pesquisadores em PP. A publicação oficial objetiva assistir por direção estratégica e instrumento composto por membros acadêmicos científicos e pesquisadores e cooperações e outros, e percebe que:

a) Análise e confronta a partir 2010 a realidade em inteligência artificial em área disciplinar;

b) Análise composto em recomendação do mesmo, primor acadêmico ético em tecnologia da informação em inteligência artificial político – UNESCO.

Ética de aproveitar e usar ciência e a tecnologia

Responsabilidades dos governos

a) Monitorar mercados, agências e instituições para garantir que os padrões de segurança e segurança e apliquem a todos os produtos de tecnologia em uso e proteger os membros da sociedade de todas as formas de dano que possam resultar da não observação desses padrões;

b) Avaliar os efeitos que muitas resultam do não cumprimento desses padrões. Entre os membros da sociedade para garantir seu uso seguro, levando em consideração as dimensões social, econômica, ambiental e legal;

c) Emitir legislações que garantam o uso de produtos de tecnologia de maneira segura é sólida, que não entra em conflito com os direitos de terceiros ou é prejudicial a terceiros;

d) Emitir legislações que impeçam o mau uso das tecnologias da informação e comunicação, garanta a proteção de dados privados e respeite a privacidade de terceiros;

e) Fornecer acesso a todas as formas de tecnologia para que todos membros da sociedade desenvolvam sua capacidade humana e permitam que eles assumam o papel esperado no avanço do Desenvolvimento sustentável;

f) Fornecer acesso aos resultados de projetos científicos para benefício de todos, a fim de garantir o desenvolvimento humano sustentável;

g) Fornecer acesso à Internet e os meios e ferramentas das tecnologias da informação e comunicação para reduzir o fosso digital entre os membros da sociedade e apoiar o princípio da democracia, transparência e responsabilidade;

h) Proteger a liberdade dos indivíduos de usar e desenvolver criativamente todas as formas de tecnologia, respeitando os direitos dos outros.

Responsabilidades de pesquisa e produção instituições (Público ou privado)

a) Proporcionar um ambiente saudável, caracterizada pela integridade, precisão e responsabilidade na publicação, publicidade e valorização dos resultados da pesquisa;

b) Disponibilizar os resultados de projetos científicos e tecnológicos a todos, no interesse as justiça e da igualdade de oportunidades;

c) Dentro da estrutura de proteção à propriedade intelectual, garantir que a entidade que financia a pesquisa não impeça a divulgação dos resultados da pesquisa para benefícios pessoais;

d) Cada instituição participante iy de apoio por escrito para todas as partes envolvidas no projeto científico ( teórico ou aplicado) que esclareça a distribuição da propriedade intelectual, especialmente em termos das recompensas materiais da pesquisa;

e) Aprimorar as capacidades de todos os seus membros para garantir o uso de vários tipos de tecnologia e impedir usos errados e prejudiciais.

Responsabilidades de indivíduos

a) Use produtos de ciência e tecnologia de maneira racional que não entre em conflito com os direitos dos outros e que, preserve a dignidade e a privacidade dos outros.

Responsabilidades da mídia

a) Fornecer uma interpretação precisa e correta das práticas e produtos científicos e tecnológicos;

b) Verificar a previsão, fontes e elaboração cuidadosa de informação científicas antes da divulgação;

c) Evite a discriminação baseada em gênero, raça, religião ou qualquer outra forma de discriminação;

d) Abster se de copiar o trabalho de outras pessoas;

e) Evite todos os conflitos de interesse e relate imediatamente qualquer conflito de interesse inevitável;

f) Declarar todos os erros imediata e publicamente e corrigi – los imediatamente.

Responsabilidades da sociedade

a) Estabelecer e ativar métodos e mecanismos se a supervisão pública for sobre as práticas do estado, setores produtivos (Públicos e privados) e instituições, com base nos padrões e fundamentos éticos da ciência e da tecnologia. Associações profissionais – incluindo sindicatos de engenheiros, médicos e mídia – podem desempenhar um papel fundamental nessa área.

A região árabe – Cooperação regional Unesco e reconhece que, ao documento de fretamento influencia para:

Ø O centro nacional e evolução de C&T de pesquisa e tecnologicamente e desenvolvimento(Argélia);

Ø Academia em pesquisa C&T(Egito);

Ø Universidade de tecnologia (Iraque);

Ø Sociedade científica Royal (Jordânia);

Ø Universidade Ismael Monlay (Motocoo – Marrocos);

Ø Academia ciência palestina e tecnologia (Palestina);

Ø Prime Molammad Bin Fe Universidade (Kingdom da Arabia Saudista);

Ø Universidade Khartoum (Sudão);

Ø Instituto Pasteur Tunis (Tunisia).

· E outras contribuições coordenadas na carta (Grupos, Centros, Cooperações, organizações, empresas e pessoas instituídas.

E outras contribuições conceituais coordenadas em fretamentos (Grupos, Centros e pessoas).

Composição AD HOC especialistas – Grupo AHEG (Para recomendar em ética da inteligência artificial)

Compreende membros 24 pesquisadores cientistas compreendendo organismos, instituições e universidades, cooperações e entidades com suas Cátedras acadêmicas, e áreas com sua reconhecidas avançadas de estudos e pesquisa no mundo acadêmico.

Compreende por determinantes e entornos regionais:

Uruguai; Ghana; Árabia Saudista; Emiraldes árabes; Federação russa; México; EUA; Polônia; Argentina; Letoania; Ruanda; Slovênia; República dos camarões; Brasil; Egito; Marrocos; África do Sul; India; Japão; França; Nova Zelândia; United Kinjdon; República da Coreia e China.

Produção científica conjunta entre várias instituições

A produção conjunta de ciências entre várias instituições científicas e de pesquisa tornou se uma tradição e prática ditada pela natureza das pesquisas multidisciplinares, uma questão que criou responsabilidades éticas para as instituições envolvidas na produção de ciência e tecnologia e seus funcionamento.

Responsabilidades das instituições

a) Cada instituição participante de uma produção científica conjunta deve ter um contrato por escrito com as partes envolvidas no projeto conjunto de ciência/ pesquisa, indicando como gerenciar esse trabalho científico conjunto, o método de distribuição dos resultados da propriedade intelectual e como gerenciar os principais materiais e dados de pesquisa;

b) Cada instituição deve ter uma política clara para gerenciar conflitos de interesse;

c) A pesquisa inclui experimentação em seres humanos, e devem ser obtidas a aprovações dos comitês de éticas de todas partes participantes.

Responsabilidades dos trabalhos científico

a) Concordar desde o início sobre os objetivos e mecanismos da pesquisa, direitos de propriedade intelectual dos participantes, procedimentos para resolver qualquer disputa que possa surgir entre os participantes da pesquisa e procedimentos para lidar com qualquer violação que possa surgir;

b)Relate imediatamente qualquer conflito de interesse potencial ou real em qualquer aspecto de trabalho/ pesquisa científico;

c) O pesquisador principal não deve explorar sua influência para obter benefícios pessoais ou abusar dos direitos que lhes são concedidos para prestar serviços oportunidades ou instalações a alguns pesquisadores em detrimento de outros.

Evolução e revisão por pares

A evolução e a revisão por pares são um passo importante na avaliação científica e incluem a revisão de pesquisas não publicadas, proposto de bolsas de pesquisa e trabalhos completos enviados para promoção ou prêmio.

Responsabilidades das instituições

a) Incentivar seus funcionários e pesquisadores participar de processos de revisão e avaliação por pares;

b)Treinar todo pesquisador ou o processo de avaliação para garantir que ele seja concluído profissionalmente;

c)Desenvolver critérios científicos precisos para avaliar e revisar o trabalho entre pares;

Responsabilidades de trabalho científico e revisão

a) Realizar avaliação e revisão por pares com total objetividade, integridade e imparcialidade;

b)Preservar a confiabilidade dos dados de pesquisa que estão sendo revisados, bem como as propostas enviadas para uma bolsa de pesquisa;

c) Quando solicitado a avaliar ou opinar sobre o trabalho de um colega ou parte relacionada a ele/ela, a pesquisa/ revisor deve divulgar de forma transparente a possibilidade de conflito de interesse( material ou moral) e a possibilidade de existência de um relacionamento entre o avaliador e a parte a ser avaliada o que pose influenciar sua opinião e portanto, sujeita – lo risco de ser acusado de viés. Nesse caso o pesquisador/ revisor deve recusar o trabalho;

d) Abster se de revisar qualquer trabalho científico ou de pesquisar fora de sua especialização, pois isso contradiz o princípio da competência, segundo o qual a pesquisa deve ser cientificamente proficiente e executar apenas que pertencem a sua área de competência.

Tópicos de fretamento ético

a) A caracterização e perfil da carta C&T árabe com estruturas e eixos dimensionados;

b) Fretamentos éticos C&T em toda região árabe (Princípios e responsáveis de seus atores;

c) Referência e anexos.

A terminologia definidas e menções – Documento

Animal; Autor; Fretamento; Meio ambiente; Dignidade humana; Sujeitos humano; Propriedade intelectual Tornar(algo) disponível; Publicação.

Conclusão final

Considerações da abordagem e documento em conjunto com suas recomendações de membros acadêmicos internacional em suas bases regionais de estudos de avanços solidificam consistentes subsídios e avanços entorno da tonicidade terminológica das bases epistemológicas conceituais em avanços para consensos e interligações e experimentos de investigações e estudos científicos contribuídos – Centros institucionais, universitários, pesquisadores, cientistas e outras coordenadas presentes catalogadas regionais internacionais por Nação e Países contribuíram e reconhecimentos da recomendação de pesquisadores, além da reunião e participação da UNESCO – Educational Scientific and Cultural Organization – Charter of Ethics; compressões para apreciações de aspectos e segmentos para aplicabilidade e investigações para suas epistemologias disciplinares e vertentes para normalização e regulações promissoras para o cunho ético e adequações, suas contribuições em infinitudes terminológicas existentes e seus avanços sustentáveis, em contextos presentes solícitos da Era Digital e ciências – C&T descompensadas de ajustes nobres da regulações e relação das sociedades e comunidades com a relação de acessos e consumo em seus bens produzidos e desempenhos: criativo e intelectual, desenvolvidos e fabricados constructos . O desafio das ciências e tecnologias colocam a humanidade no centro, para administrar harmonicamente e equilibradamente as faces da natureza e riquezas materiais e usualidades, sua sustentabilidade: Usando; criando; reduzindo; reciclando; reusando e fabricando. Na linha de desenvolvimento social e econômico, para transformações das sociedades evolutivas, sem perdas de preservação, conservação e instancias de regeneração naturais, e a ciência e tecnologia com sua cooperação criativas coo participantes. Princípios éticos regulares imprescindíveis serão essenciais para C&T e a humanidade futurando de suas resultantes e atuantes éticas.

Referência bibliográfica

1. United Nations – Educational Scientific and Cultural Organization.( 2019). Charter of Ethics of Science and technology in the Region .UNESCO – RB/Science in The Arab States. Pp.30. São Paulo/Paris. http://www.en.unesco.org

2. Unesco. Commicion AD HOC specialusts Group AHEG. (2017). Recommendation ok Science and Scientific Researchers. Paris.

[Santos, Jusenildes. , (2020).Contribuições Étnicas para Código Regular de dispositivos legais – Ciência e tecnologia: Conexões e contextos compostos The ethics of Artificial intelligence. “Nuances litigantes Contemporâneos para entornos e tópicos de eixos com C&T” . University Europeia Atlantic . Iberoamericana. TIC – Projetos . Docência prática . Teologia e política – FCP. Org. Tradução e estudos, 2020] .

UMA DIALÉTICA OTIMIZACION  2020 PED –  AVANÇOS POLÍTICAS PÚBLICAS SÓCIO EDUCACIONAIS ABERTAS: ENEM PP                              “Nas percepções exortadas, (Papa Francisco, 2019) aos concursantes”

INTRODUÇÃO

Ao comitê INEP – MEC nossas solicitas acadêmicas em caminho futura. Atenção acadêmica pesquisadores, educadores e gestão ativa de Governo. A clientela do Brasil ENEM 75% jovens em processos de introdução acadêmica formativa graduação disciplinares, e 25% perspectivos em processos perspectivos em processos de reingressos, ou em retardo a observar entornos prósperos. Neste perfil, estes jovens retornam para conteúdos e planejamentos de Grupos de otimização de cursinhos e extensões universitárias e preparação individuais residentes; Investimentos – MEC – INEP – Órgão gestores de governo, que precisará e precisam abrir PED – 2020. Diante de que cientes:

  • Perfil jovem consciente de competências por contemplação de incentivos – INEP, não sinal de era da Informação em Sociedade e comunidades com entornos otimistas de comunicação e informação, rápidas e imediatistas digitais, para entender espaços de repetidas entornos humanos e máquinas e robóticas e informatização;
  • Políticas PED – INEP-MEC – Abertas e diretas mais prósperos para motivação e resultados perspectivas tendências, a em exemplos: a) Conteúdos disciplinares definidos, em espaços de 06 meses próximos [Mat.; Port.; Qui.; Fis.; Línguas etc.]; b) Temática – Redação por sorteio aberto, comunitário, com tendências carnais possível e sugestivos da sociedade e comunidades; Diretrizes e normas – 1 mês antes.

PERSPECTIVAS E REALIDADE ENTORNANTES – ENEM POLÍTICA CERTAME

A direção de caminhada e trilhas de direcionamentos gestores, viabilizam para a abordagem, consideravelmente que precisamos concretizamos introjetas construtivas a serem direcionadas visivelmente que teremos a vista frentes para: a) Grandes mudanças; Adaptações; Considerações; Transformações e Inovações, e neste, ampliarem incisos como:

1) Os incisos de portarias conceituais para procedimentos diretivos e objetivos estratégicos vigentes – Etapa ano a ano – Gestão INEP – MEC/ENEM por Certame;

2) Políticas – PP – Direcionadas para a missão objetivas do orgânico departamento enquanto instituição adentrante presente no MEC – PP, e situam para:

  • Empresas de concorrências para proverem certames e seus dispositivos da realização e instrumentos técnicos e pedagógicas de apoios;
  • Profissionais técnicos e especializadas apoio da gestão e infraestruturas;
  • Infraestruturas para o certame de apoios descentralizados e certames;
  • Potenciais físicos e materiais enfatizantes;
  • Diretrizes de investimentos;
  • Planejamentos de gestão – PP;
  • Programação;
  • Contentos de controles e conexões de mapeamentos;
  • Resultantes e avaliações – Pontos avaliantes;
  • Divulgação de mídia e comunicação.

MÉTRICAS E ESTRATÉGICAS

Uma possible abordagem que vereiem por: Vantagens e desvantagens entre atores circunstanciados e presentes nas situações em paralelidades: Oportunidades vagas; Avaliadores e Clientelas em suas frentes dispositivas diretriz INEP vigente, vemos:

  1. Pontos em linhas e alinhamentos de resultantes positivos de seus índices pontuantes e desnivelamentos não alcançados, requisitos exigidos considerantes e afluídos perspectantes e competências;
  2. Resultantes pontuantes de Rankings universitários;
  3. O Certame, e resultantes avaliativos com todos os melhores procedidos de IDH, e internos: [Americano – Latinos; Internos; E mundiais; Para bases, em avanços educacionais, e contextos a serem excluídos].
  4. Entornos de publicação e comunicação de resultados do Certame;
  5. Métricas introjetadas para Citação bibliográficas por práticas experimentais, tônicas de mais aberturas e segurança do aluno – Clientela – Temáticos/Autores/Obras, e Etc;
  6. Experiências práxis otimização – Redação;
  7. Redação submetidas anteriores – Motivantes;
  8. Métricas de contendas – Conjuntos de direções por PP – Políticas públicas por temáticas com aberturas de escolhas ante e sugestivas com bases referenciais científicas de professores, em termos da redação e outras disciplinas – Consulta BD sugestivas.

AS CONTROVÉRSIAS DE DADOS EM RANKINGS [V – D], E ÍNDICES TÍPICOS I D H’ s

Esses pontuais indicadores de estatísticas em índices desenvolvidos em áreas humanas% em X o Y dados conclusos. E encontramos alinhamentos próximos por:

  • Universidades públicas, estratégias de ensino;
  • Rankings – Pesquisas, Ensino e extensão;
  • Impactos de publicações práticas acadêmicas;
  • Projetos de pesquisas práticas acadêmicas;
  • Comunidades acadêmicas – Corpo docentes; Departamentais – Conselhos; Funcionais; Colaborativas parceiros; Financiáveis públicos orgânicos; Corpo de gestão;
  • E etc.

As referenciais situam e indicam diretivos de cada ponto, que evidenciam para o crescimento de desenvolvimento socioeconômico do País, frente aos aspectos imprescindíveis a população, e novos entornos culturais, a exemplos:

  • PP – ENEM – MEC/IES [Público – Processos], formação superior de ensino, investimentos para o futuro desenvolvimento em aspectos: Educação posteriores, [4,8 (quatro ou oito) anos)];
  • Índices de desenvolvimento sumo de base em índices educacionais não incluídos de coeficientes para reconstrução da Nação em seus déficits, de retardos e projetores frontes futuras aspectos; Totalmente implícitos e não explícitos a serem atingidos. “Todos iguais”;
  • Métricas de experimentos pelas consideráveis tópicos para pessoalmente abertos: a) Redação com entornos poéticos temáticos de linhos literatices – Poema, Crônica, Poesia; e etc.
  • Voluntários profissionais – Certame.

MÉTRICAS RESULTANTESQIQUAEFICIENTE PARA INTELIGÊNCIA

As aberturas conceituais que sustentam PP – ENEM proporcionam por serem facetados em perspectivas [01 (um) ou três meses por tendenciais]. Para introjectos individuais de cada estudante e perfil, e se:

  • Gênios na ciência;
  • Mais ciência de grupo, equipes e conjunto, empresas, organismos e, Etc.;
  • Gênios científicos? Onde estar? Porque não existe mais? Estes pensantes conscientes em ciência?
  • Os pesos da razão e raciocínio lógico e conhecimento por bases e informação formadas, Pré – existentes e abertas para construção;
  • Circuitos neurológicas E – D: Conscientes; Memoria e inconscientes.

Tendência de serviços por tópicos de conexões científicos: Eixos Ciência e Tecnologia

Concebe –se por agregações de conjunto em blocos organizacionais, corporações instituídas e parceiras por grupos, e expoentes empresariais de mentores técnicos e Questões para projetos de interesses e envolvimentos de: a) Conexões de grupos privados; b) ONG´s por conceitos expressivas mundiais em C&T; c) Governos internos e externos, e etc.; d) Expectativas de solicitação e sugestões de grandes bases de dados avaliativas de expoentes e experimentos de suas práxis por conceitos pontuações por escalas crescentes e decrescentes por dados assinalados construído individual atribuídos, se estudadas seus perfis e investigadas; e) Perspectivas comerciais e mercado domésticos de consumo em vertentes materiais e intelectuais; f) Rankings acadêmicos universitários por espelhos otimizantes de pontuações mundiais e regionais por considerações em zonas de conforto construídas, e em conjuntos sistêmicos de investimentos princípios éticos reconhecidos e instrumentais produzidos e disseminados nos carnais de comunicação e informação publicação científicas.

Avaliações de otimizações de serviços informacionais em organizações e periféricos operacionais de serviços disponibilizados de carnais de comunicações e sincrônicos redes sociais e armazenados seus dados ópticos, e dispositivos distribuídos (Redes de rede; Satélites de satélites em cadeia; Conectores emissores e receptores de comunicação e informação diversos). Carnais de consulta de informações: Celulares digitais móveis; Internet w. w. w; Redes sociais e etc.

Equipes de instrumentais em ferramentas digitais e informacionais programam grandes programas e algoritmos de recuperações de dados e sincronizantes capturantes e compartilha de dados de suas linguagens codificadas e descodificadas, e imagens, assim servirem por e constituir tonicidades em dados digitais, serem conectados e cruzados com grandes circuitos e periféricos distribuídos diversos Big Dados. Consideravelmente, quando avaliados e sincronizados dados otimizantes sinalizam perspectivos entornos de outros sistemas informacionais construídas colocados a serviços e meios de acessos comerciais e mercado segmentos em ferramentas auxiliares digitais. Armazéns de grandes capacidades por dados apresentam uma base com eixos resultantes para abastecerem programas e programadores em seus progressos e avanços em otimização de serviços. Geralmente estes carnais, finalizam solicitando por característicos opcionais conclusos “SIM OU NÃO” ou pontuações 0 a 5 por adoção de nota, e ainda capturas frontais por imagens em ingressos aos suportes por acessos e ou resposta em problemas detectados alcançadas, que independem comunicação, se foram disponibilizados ou não, a recuperação de informação e dados necessários por atendidos. As barreiras de impedimentos de comunicação, língua, dialetos, culturas em costumes e hábitos por tendência regionais, não cogitados e muito menos em suas bases originalmente na perspectiva da próspera teoria em aprendizagem e conhecimento pensado em inteligência artificial e interação humana, pois são impostas uma cultura digital em seus habituais contextos de acessos e necessidades de retornos informacionais – Sistemas de informação. Uma ferramenta auxiliante pedagógica digital em sistema informacional, programa em seus diversos Software e ou linguagem em consideráveis projetos de alfabetização envolvendo clientelas diversas a priori, não condizem por entornos de considerações na perspectiva de inclusão digitais, em eixos avaliativos: Interação digital humana e seus âmbitos e carnais de acessos multifacetados.

Programação – Desafios éticos programas linguagem PHP e outros

Programas e sistemas informacionais e em seus desenvolvedores, substanciais mentalidades para supostas estratégias para programação visando e objetivando adensar para dispositivos para combater os competidores de outros entornos segmentados sistemáticos em analítica informacional em inteligência artificial. Trabalham nas otimizações próprias adensantes e fragilidades de outros sistemas, deficiências na incompatibilidades, diferenças, periféricos inferiores para serem melhores sistemas aceitos e acessados, mediante concorrências. Em outros contextos trabalhar programação codificada e descodificar em universo de linguagens Big Dados perspectivos de avanços em otimização desenvolvida, ou consequentemente contraditórias os desafios a serem introduzidas programáveis lado trabalhar os que querem derrubar e impedirem avanços otimizantes para acessos suas intenções, e trabalha para neutralizar incapacidades e invasões negativas e conexão. Em estudos avançados, programas de defesas em entornos e eixos éticos em tópicos organizacionais próximos com princípios éticos profissionais de códigos de legislações – leis. Trabalhar em programação com sistemas de impedimentos concorrentes deslealmente em sistemas inviabilizantes para acessos livres, buscando impedir opção digitais e preferencias usuários e seus perfis.Com dispositivos com otimização em barreiras de comunicação e informação Big dates – TICs. Desenhos e arquiteturas para projetos digitais em programas Hackell´s e independentes não condizentes com perfil dialogante em avanços para desenvolvimento de comunidades de avanços em programação em TICs – Tecnologia em informação e comunicação, através de estratégias éticas diretivas digitais.

Princípios e fundamentos éticos: C&T

Segundo carta e política de fretamento, princípios e fundamentos essenciais e responsáveis com seus atores em C&T na região árabe, reconhecida contextos e eixos agregadores de avanços em experiências e cooperações internacionais e internas, neste a UNESCO destaca a reconhecer por documento de mostra unindo a outras políticas prioritárias e básicas como teor importantíssimo para porvir a um mundo ético em Ciência e tecnologia para pesquisa e experimentos de pesquisadores em PP. A publicação oficial objetiva assistir por direção estratégica e instrumento composto por membros acadêmicos científicos e pesquisadores e cooperações e outros, e percebe que:

  1. Análise e confronta a partir 2010 a realidade em inteligência artificial em área disciplinar;
  2. Análise composto em recomendação do mesmo, primor acadêmico ético em tecnologia da informação em inteligência artificial político – UNESCO.

A região árabe – Cooperação regional Unesco e reconhece que, ao documento de fretamento influencia para:

  • O centro nacional e evolução de C&T de pesquisa e tecnologicamente e desenvolvimento(Argélia);
  • Academia em pesquisa C&T(Egito);
  • Universidade de tecnologia (Iraque);
  • Sociedade científica Royal (Jordânia);
  • Universidade Ismael Monlay (Motocoo – Marrocos);
  • Academia ciência palestina e tecnologia (Palestina);
  • Prime Molammad Bin Fe Universidade (Kingdom da Arabia Saudista);
  • Universidade Khartoum (Sudão);
  • Instituto Pasteur Tunis (Tunisia).
  • E outras contribuições coordenadas na carta (Grupos, Centros, Cooperações, organizações, empresas e pessoas instituídas.

Compromisso e crise ética da humanidade – Sinais dos tempos

Exortando a Igreja em documento apostólico [Papa Francisco, p. 39, 2019], avalia e concebe que a inquieta humanidade [Homens e mulheres], vive uma grande crise moral em todas as instâncias institucionais mediante a ética com o compromisso perante a vida. A crise perante questões fundamentais, e a Igreja vive o desafio de um desafio de evangelização – Discernimento evangélico. Invade um olhar análise, em concepções sociológica: Os desafios de um mundo social em mudança; Os ditames da economia e da exclusão e seus contextos da desordens sociais; Os exageros do consumo mediante a consciência distantes das excelências da natureza e sua produção de renováveis e preservação para atingir as bases de otimização de produção duráveis, sem valorização da criação, e tempos de conservação de bens materiais. A matéria – prima e produção de consumo não acompanham prazos da natureza renováveis de regeneração naturais. Uma verificação antiética de consumo das coo – criaturas, o desrespeito para com a natureza. Em outra face recoloca a solicitudes da exacerbação do valor monetário pelo absolutismo idolátrico do “Money”, em sequencias da busca e rupturas com a ética, desafiante a crescente desigualdades das esferas sociais e suas sociedades, uma acelerante geração de violência e competição econômica de negócios e aspectos da esferas de competências do trabalho e social.

Mostra que realmente alusão ao dinheiro valorizante e não a ética, sob poderes de rejeição e recusa da semelhante com Deus…

[“Para a ética, olha-se habitualmente com certo desprezo sarcástico; é considerada contraproducente, demasiado humana, porque relativiza o dinheiro e o poder. É sentida como uma ameaça, porque condena a manipulação e degradação da pessoa. Em última instância, a ética leva a Deus, que espera uma resposta comprometida, que está fora de das categorias do mercado. Para estas absolutizadas, Deus é independência de qualquer tipo de escravidão. A ética – uma ética não ideologizada – permite criar um equilíbrio e uma ordem social mais humana. Nesse sentido, animo os peritos financeiros e os governantes dos vários países a considerarem as palavras de um sábio da antiguidade: Não fazer os pobres participar dos seus próprios bens é roubá-los e tira-lhes a vida. Não são nossos, mas deles, os bens que aferrolhamos”.

“Uma reforma financeira que tivesse em conta a ética exigiria uma vigorosa mudança de atitudes por parte dos dirigentes políticos, a quem exorto a enfrentar esse desafio com determinação e clarividência, sem esquecer naturalmente a especificidade de cada contexto. O dinheiro deve servir, e não governar! …a uma solidariedade desinteressada e a um regresso da economia e das finanças a uma ética propícia ao ser humano.”]

Fonte: [Exort. Apost Evangelli Gaudium – A alegria do evangelho: sobre o anúncio do evangelho no mundo atual 2019, Papa Francisco pp.39]

Orientação comunitária – Respeito a pessoa e á Pesquisa científica

Orientações a fretamento ético destinados a comunidade em aspectos entorno a ciência e tecnologia abrangem a toda comunidade Católica Cristã Apostólica e agregação em comum, percebe questões em bioética e ética em si em disciplinas da área do conhecimento para experiências científicas – Pesquisa científica e a pessoa para perspectivas e avanços e progresso científicos: Aspectos empíricos práticos, médicos ou psicológicos, em pessoas ou grupos humanos, podem concorrer para a cura dos doentes e para o continuo aspectos da saúde pública, (Cat. Ig., pp.597 2020).

Abordagens de contexto compreendem imprescindíveis, atrelados aspectos unidos sob ótica da ética como:

  1. A pesquisa científica de base;
  2. A pesquisa aplicada;
  3. A ciência e a técnica;
  4. Promoção do desenvolvimento integral em benefício de todos;
  5. Sem individualizar o sentido da existência e do progresso humano;
  6. Presença presente da ordenação na ciência e a técnica em humanos;
  7. Prove sua origem e no crescimento;
  8. Valores morais contidos e respeitados;
  9. Observar a indicação de finalidades e consciência de seus limites.

A observância e respeito em manter atrelados e unidas a ciência e a técnica, em tendência em tecnologias a serem utilizadas em perspectivas do desenvolvimento perante a presença sempre viva – Respeito a vida e a pessoa, adverte que mantemos vigilantes, sem visão ilusória, e neutralidades moral da pesquisa científica, buscar direcionar e manter reivindicações e suas aplicabilidades presentes. E seguir, e dignificar por:

  1. Critérios de orientações sem deduções e tão pouco visão simploídes da eficácia técnica, utilidades, que provejam conexões e derivação uns de outros atados e de ideológicas dominantes;
  2. Em seus significados intrínsecos;
  3. O respeito incondicional dos critérios fundamentais da moralidade;
  4. Servir e de pronto a serviço da pessoa humana;
  5. Em seus direitos inalienáveis;
  6. De bens verdadeiros e íntegros;
  7. Sedimentar a dimensão no projeto e a vontade divina.

A direção contorna dimensionar abrangência sem distância de valorização da vida, unindo substâncias essenciais, que pesquisas e suas experiências exigem no entes e seres humanos, o afastamento de contradições de contornos antiéticos, principalmente, ante a:

  1. Não legitimação de atos contrários em si em sua dignidade as pessoas e lei moral;
  2. Consentir eventuais posições dos sujeitos de não justificar tais atos;
  3. Riscos corridos sujeitados a vida ou a integridade física e psíquica, incondizentes a moral de legitimação da mesma;
  4. Inviabilidades contrárias ao consentir para valorização a vida e integridade física e psíquica de sujeito a correrem riscos desproporcionais ou evitáveis;
  5. A experiência sem seres humanos não atende aos requisitos da dignidade da pessoa, se ocorrer sem o consentimento explícito do sujeito ou de seus representantes legais.

As bases da orientação eixos e diretrizes para discernimentos presentes na vida cotidiana, profissional científica e pesquisa empírica para comunidade católica e ramificações cristãs direcionadas pelos bispos do Brasil, de atores do Conselho oficial de bispos – Carta apost. Laetamur magnopere – Latim .(CNBB, Cat .IG , pp.597).

Fonte: CNBB, CAT.IG. pp.597 2019]

CONCLUSÃO

Consideramos por PED – INEP – MEC e executivos e membros e gestores orgânica e profissionais, considerem por PP-PED uma mentalidade feliz pensada e tendência de aplicação de futuro Educação – Aprendizagem e conhecimento. Se estamos inserimos num mundo do pensamento por incentivos de conhecimento de Informação e comunicação digital, de domínio de era 70% jovens, imprescindíveis mudanças urgentes PED – ENEM – Competição com otimização – Jovens terem acessos “Abertos” as PED de interesses de pessoas e individuais, a disposição de si, e outrem. Evitará acessos e imediatos transtornos irregulares e ilegais de distração, abusos legis e diretrizes fechadas; Exploração financeiros existentes; Distribuições de vazamento por atravessadores; Lobbys e Fake News enganadores desmotivantes para jovens em processo de construção continuada, da formação profissional e comunitário civil, entorno de comunidade acadêmicos discentes. É comprovado cientificamente, é formato acadêmico – Processos seletivos de concursos educativos, contendo de programação conteúdos e planejamentos direcionados de prerrogativas, são mais seguras e resultantes “otimistas e prósperos, e diante de: a) Candidatos verificação otimistas com médias sempre perspectivas acima; b) Avaliadores motivadores em pros deste periféricos PED – Diretrizes perspectivos para; Investidores [Famílias; Extensões e gestores e outros]. De forma que dados e resultados darão resultados de muitos maiores e superiores, e grandes mudanças de mentalidades – ENEM – Exame de ensino médio, de entornos de pre e modelos – “Decoreba”. Metodologia de aprendizagem, e conhecimentos. Porque cada uma redação de “Defesa” Candidatos preparados, com estudos e significados de si, e percepções a seres inseridos em comunidade universitária futura, e Brasil [SISU – PROUNI- FIES. [Essa defesa, enfatiza-se a exortação do Papa Francisco, 2019 – Panamá aos povos]. A comunidade e pensadores INEP – MEC, esqueceu que a tendência de disciplinar e áreas do conhecimento face a era informação digital – Observadores que as metodologias de aplicabilidades faces, engendram em pros de observações e sujeitos de instrumentos e recursos utilizam metodologias de pontas de verificação averbando. Entornos das afirmações pela expertise: Tópicos e eixos disciplinares; Interdisciplinares e Transdisciplinares pela expertise: Psicopedagogias; Cognitivas; Conhecimentos e informação. Atentos que não significam espertos. Estes referenciais informacionais, são recursos e competentes em evidências práticas em áreas disciplinares específicas em departamentos acadêmicas por consensos de frente para: Cursos práticos e teóricas; Estágios; Trabalhos acadêmicos por consensos de frente para: Cursos práticas e teóricos; Estágios acadêmicos; TCC; Dissertações e Teses, E etc,

Referencies bibliografics

  1. All European Academies. (2017). European Code of Conduct for Research integrity (Revised Edition). Berlin. http://ec.europa.eu/research/participants/data/ref/h2020/other/hi/h2020-ethics_code-of-conduct_en.pdf.
  2. Arab League Educational, Cultural and Scientific Organization. (2017). …(Arab Strategy for Scientific Research, Technology and Innovation. (in Arabic).
  3. Arab League Educacional, Cultural and Cientifíc Organization.(2017). … (Arab Strategy for Scientific Research, Technology and Innovation. (in Arab)
  1. Draft Tunisian Charter on the Ethics of Animal Experimentation (n.d). (in Arabic).
  2. Estonian Academy of Sciences (n.d). Code of Ethics Estonian Scientists. http://www.akadeemia.ee/_repository/File/ALUSDOKUD/Code_ethics.pdf.
  3. Ethics and Principles for Science &Society Policy –Making:The Brussels Declaration. Text adopted on 17 February 2017 during na announcement symposium at the American Associatian for the Advancement of Science`s Annual Meeting help in Boston, USA. http://www.sci-com.eu/main/docs/Brussels-Declaration.pdf.
  4. Gurzawska, A.& Bencin, R.2015. Ethical Assessment in Different Fields:Social Sciences. http://satoriproject.eu/media/2.d-Social-Sciences.pdf, accessed on 08/09/2017.
  5. King Abdulaziz City for Science and Technology. (2017). …(Scientific integrity Controls). https://grants.kacst.edu.sa/Docs/STU_Proposal_Agreement.pdf. (inArab)
  6. Lebanese National Council for Scientific Research. (2016). The Charter of Ethics and Guiding Principles of Scientific Research in Lebanon. http://www.cnrs,edu.Ib/Library/Files/Uploaded%20Files/Charter_of_Ethics_En.pdf.
  7. Ministry of Health in Sudan, Directorate of Research. (2008). Sudanese Guidelines for Ethical Conduct of Research Involving Subjects. http://snrec.sd/wp-content/Uploads/2017/05/Sudan-National-Ethics-Guidelines.pdf.
  8. Ministry of Scientific Research in Egypt, Academy
  9. CNBB, (2019). Conselho oficial de bispos – Carta apost. Laetamur magnopere – Latim.

CAT.IG. pp.597 202]

  1. Exortacion. Apost Evangelli Gaudium (2019) . A alegria do evangelho: sobre o anúncio do evangelho no mundo atual 2019, Org. Papa Franscisco pp.39, Italy.

[Reflexão: . Santos, Jusenildes., (2020). UMA DIALÉTICA OTIMIZACION 2020 PED – AVANÇOS POLÍTICAS PÚBLICAS SÓCIO EDUCACIONAIS ABERTAS: ENEM PP : Nas percepções exortadas, (Papa Francisco, 2019 aos concursantes. University Europeia Atlantic . Iberoamericana – TICs – Projetos. Docência prática., Teologia e política – FCP Aju , 2020.].