Publicação y pesquisa

“Bioespacial: Computação baseada em gráfico espacial


Para BIG Data Ecológico” By Juan M.Escamilla Molgora; Luigi Serra y Peter M. Atkinson


“Análogos e eixos em interface avançados AVA – Interação Humana, em contextos – Perspectiva analítica AP”


Resumo:
Fundo da abordagem: O acúmulo exponencial de dados ambientes, análogos presente ecológicos aliado à adoção de iniciativas de dados abertos trazem oportunidades e desafios para integrar e sintetizar conhecimentos relevantes que precisem ser enfrentados, dados as cidades ambientais em curso. Resultados: Aqui apresentamos Bioespacial, um motor de conhecimento modular de código aberto projetado para importar, organizar, analisar e visualizar grandes conjuntos de dados ecológicos espaciais usando o poder de teoria dos grafos. O mecanismo uma abordagem híbrida grato relacional para armazenar e acessar informações. Uma estrutura de dados de gráfico, usa relacionamentos da ligação para construir estruturas semânticas representadas como estruturas de dados complexas armazenadas em um banco de dados tubulares e geográficos, que são armazenados um sistema de BD gráfico relacional espacialmente. Neste, os mesmos fornecem um aplicativo usando informações sobre a ocorrência de espécies, sua classificação taxonômica e conjuntos de dados climáticos. Incentivos de construção de um gráfico de conhecimento da árvore da vida embutido em uma grade ambiental e geográfica para realizar uma análise sobre espécies ameaçadas que coexistem com onças [Panthera onca].Conclusões: A abordagem bioespacial reduz a complexidade de juntar conjuntos de dados usando relações tabulares múltiplas, enquanto seu design escalável facilita o problema de mesclar conjuntos de dados de fontes diferentes. Seu design modular possibilita a distribuição de várias instâncias simultaneamente, permitindo uma manipulação rápida e eficiente, análise e visualização de grupos taxonômicos co-ocorrendo no espaço. O exemplo mostra caminhos potenciais para a realização de novas análises ecológicas, sínteses de biodiversidade e modelos de distribuição de espécies auxiliados por uma rede de relações espaciais taxonômicas.

palavras-chave: infraestrutura de dados espaciais; informática da biodiversidade; motor do conhecimento ecológico; grandes dados ecológicos; Ciência aberta.

[Santos, Jusenildes. (2020).
“Análogos e eixos em interface avançados AVA – Interação Humana, em contextos – Perspectiva analítica AP”. (Estudos e investigação aplicados – (A e C., 2020), Research gate, FAPESP.